Tag Archives: Sessão Solene

Por iniciativa de Carlos Leite, Câmara celebrou o Dia do Agricultor Familiar

A Câmara Municipal de Sorocaba, por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT) realizou, no dia 25/08, Sessão Solene em comemoração ao Dia Municipal do Agricultor Familiar. Na ocasião, foram homenageadas pessoas ligadas à agricultura familiar, em especial pessoas que há décadas já atuam no meio.

Para o vereador Carlos Leite, se tratou de um evento importante, pois é o reconhecimento do trabalho desempenhado pelo homem do campo.

SRM_1012

“Todos nós precisamos do agricultor três vezes ao dia, no mínimo: no café da manhã, no almoço e na janta, porque é ele quem produz a comida que está em nossas mesas. Dessa forma, precisamos reconhecer publicamente o extraordinário trabalho desenvolvido pelo homem e pela mulher do campo em Sorocaba”, disse o parlamentar.

O Dia Municipal do Agricultor Familiar e a Semana Municipal da Agricultura Familiar foram instituídas em Sorocaba por meio da lei número 10.821/2014, por iniciativa de Carlos Leite.

O parlamentar é Presidente da Comissão Permanente de Agricultura e Abastecimento da Câmara, cargo que ocupa pela segunda vez, analisando propostas que envolvem o setor e propondo políticas públicas de fomento à atividade agrícola.

A Região Metropolitana de Sorocaba é a maior produtora de alimentos dentre todas as regiões metropolitanas de São Paulo. “Temos aqui cidades que vivem, transpiram e respiram a agricultura. Só existem porque existe a agricultura e o homem do campo. Sorocaba produz muito, e com qualidade. E grande parte do seu mercado é abastecido pela região inteira”, discursou o parlamentar.

Durante a Sessão Solene, o assentamento de Porto Feliz, que celebra em 2016 seus 30 anos de existência, foi o grande homenageado da noite. ” A terra boa e produtiva, mais as bênçãos de Deus, permitiram essas famílias produzirem toneladas de alimentos para abastecer o PAA, o Pnae, e mercados diretos e indiretos da região. A todas essas famílias, o meu mais profundo agradecimento”, disse ele.

Assista à íntegra da sessão solene.

Câmara celebra Dia do Agricultor Familiar, nesta quinta (25)

No dia 30, Comissão de Agricultura promoverá audiência pública em Brigadeiro Tobias para debater as Diretrizes da Política Municipal Agrícola (projeto de lei nº 288/2015)

A Câmara Municipal de Sorocaba, por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT) realiza, nesta quinta-feira (25), Sessão Solene em comemoração ao Dia Municipal do Agricultor Familiar, com início às 19:30 hs. Na ocasião, serão homenageadas pessoas ligadas à agricultura familiar, em especial pessoas que há décadas já atuam no meio.

Para o vereador Carlos Leite, se trata de um evento importante, pois é o reconhecimento do trabalho desempenhado pelo homem do campo. “Todos nós precisamos do agricultor três vezes ao dia, no mínimo: no café da manhã, no almoço e na janta, porque é ele quem produz a comida que está em nossas mesas. Dessa forma, precisamos reconhecer publicamente o extraordinário trabalho desenvolvido pelo homem e pela mulher do campo em Sorocaba”, diz o parlamentar.

dia

O Dia Municipal do Agricultor Familiar e a Semana Municipal da Agricultura Familiar foram instituídas em Sorocaba por meio da lei número 10.821/2014, por iniciativa de Carlos Leite. O parlamentar é Presidente da Comissão Permanente de Agricultura e Abastecimento da Câmara, cargo que ocupa pela segunda vez, analisando propostas que envolvem o setor e propondo políticas públicas de fomento à atividade agrícola.

Audiência debate setor – Está marcado para o próximo dia 30, audiência pública para debater o projeto de lei número 288/2015, de autoria do Executivo Municipal, que institui a “Política Municipal Agrícola” na cidade. O local do evento será o salão da Igreja Católica que fica na Rua Padre Paiva, nº 121, em Brigadeiro Tobias.

Será a terceira audiência, que busca ouvir todos os envolvidos no setor antes de apreciar o projeto na Câmara de Vereadores. As audiências públicas são promovidas pela Comissão Permanente de Agricultura e Abastecimento do Legislativo, presidida por Carlos Leite.

A primeira audiência pública para debater o projeto foi realizada na Câmara Municipal, no dia 28 de abril deste ano, com presença maciça de agricultores, técnicos da área, do Sindicato Rural e várias cooperativas.

A segunda audiência foi realizada no bairro do Caguaçú, importante polo agrícola do município, contando também com a presença de agricultores, técnicos, Sindicato Rural, cooperativas, e demais interessados. O evento foi realizado no dia 22 de junho, na Escola Estadual Professor Dirceu Ferreira da Silva.

“Debater o projeto de lei nº 288/2015 com a comunidade agrícola é essencial. Pela informação que temos. E ir aos bairros, onde as pessoas estão, é uma medida necessária para garantir a participação da maior parte possível dos interessados no assunto”, disse o vereador Carlos Leite.

ap

Jornalistas são homenageados com Comenda Referencial de Ética e Cidadania

A iniciativa da homenagem foi do vereador Carlos Leite (PT)

Foi realizada na noite de sexta-feira, 12, sessão solene em homenagem aos jornalistas Maurício de Luca e José Benedito de Almeida Gomes, que na ocasião receberam da Câmara Municipal a Comenda Referencial de Ética e Cidadania, oferecida a personalidades sorocabanas que se tornaram referência social por atitudes de bravura nos campos da ética e cidadania. A homenagem teve iniciativa do vereador Carlos Leite (PT).

Além de Carlos Leite, compuseram a mesa de honra da solenidade o ex-prefeito e ex-vereador Paulo Mendes, representando o deputado federal Vitor Lippi; a advogada e ex-presidente da OAB Sorocaba, Heloisa Dini; a colunista Eliane Leme, representando os funcionários do jornal Diário de Sorocaba; e os amigos dos homenageados Paulo Vitor de Deus Pires e Ulisses Ricardo da Costa Nunes.

Biografia dos homenageados – Maurício de Luca, filho de Vitor Cioffi de Luca e Thereza Grosso de Luca, é formado em Administração de Empresas e Jornalismo. Atualmente é diretor do jornal Diário de Sorocaba, onde começou sua carreira aos 11 anos de idade. Passou por todos os departamentos do jornal: atendimento ao público, departamento de artes, entre outros. Foi também repórter fotográfico, repórter e editor.

Sua carreira proporcionou um contato muito íntimo com pessoas de todas as idades, classes sociais, escolaridade, tendências políticas e religiosas distintas. “Isso fez ele conhecer o mundo de perto, desenvolvendo, ainda mais, uma herança já herdada de seus pais, fundadores do jornal, de se sensibilizar com as questões sociais e o interesse pelas causas da sociedade”, atesta o vereador Carlos Leite na justificativa da homenagem.

O jornalista José Benedito de Almeida Gomes nasceu em 6 de novembro de 1955 em Sorocaba, na Vila Santana. Na juventude sentiu-se atraído pela arte de colecionar selos postais e logo filiou-se com um grupo de adolescentes ao Club Philatelico Sorocabano (onde por quase duas décadas ocupou diferentes cargos em sua diretoria), o que meses depois abriu-lhe as portas para o Jornalismo.

Em 26 de abril de 1970 publicava sua primeira coluna filatélica nas páginas do Diário de Sorocaba, seção semanal publicada pelo jornal ininterruptamente até meados da década de 80 e depois esporadicamente até o início dos anos 90, dando-lhe inclusive projeção internacional, como à época uma das melhores seções sobre selos publicada na imprensa brasileira.

Da estreita amizade construída com os então diretores-proprietários do Diário de Sorocaba, o jornalista Vitor Cioffi de Luca e dona Thereza Conceição Grosso de Luca, logo passou a participar efetivamente do corpo redatorial do jornal, elaborando outras colunas e seções, como Resenha Escolar, Vida Vicentina e Vida Paroquial, ao lado de reportagens especiais encomendadas por dona Thereza. A partir de 1975, assumiu a editoria de Nacional e Internacional e, em 1977/1978, a coordenação redatorial da Editoria de Região, responsabilizando-se ainda pela elaboração de suplementos especiais. Foi também, por vários anos, setorista da Câmara Municipal.

Jornalista Fernando Negrão Duarte é o mais novo Cidadão Emérito de Sorocaba

Assista à íntegra da Sessão Solene abaixo:

Durante sessão solene realizada na noite desta terça-feira, 6, a Câmara Municipal de Sorocaba, por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT), entregou o Título de Cidadão Emérito do município ao jornalista Fernando Negrão Duarte, pelos relevantes serviços prestados à comunidade.

Compuseram a mesa principal, o coronel Antônio Valdir – comandante do CPI-7; a jornalista Simone Marquetto – presidente do PMDB de Itapetininga; o padre Manoel Cesar – da Paróquia Santa Rita; o padre Antônio Carlos Hernandes – da Paróquia Mãe dos Homens de Porto Feliz; e Vanderlei Testa – diretor da Associação Sorocabana de Imprensa.

Durante discurso, o proponente da homenagem, vereador Carlos Leite, citou que Fernando Negrão é um dos pioneiros da formação de comunicadores de Sorocaba e região, além de ter importante atuação nas áreas de Rádio e TV no município.

27511781224_1492fc6c5a_k 28023479042_f6e8102fc1_k28092246266_dd55275353_k

O homenageado

Fernando Celso Negrão Duarte nasceu em 24 de outubro de 1967 em Sorocaba/SP. Filho caçula de José Lima Duarte, comerciante e fotógrafo, e de Auta Therezinha Negrão Duarte, dona de casa.

Desde pequeno conviveu dentro do ateliê fotográfico da família, onde aprendeu a revelar fotografias e a fotografar com os irmãos Teófilo e Francisco. Aos 12 anos já fotografava pequenos eventos e auxiliava no estúdio fotográfico nos horários que não estava na escola estadual Antônio Padilha, onde estudou desde o pré-primário até a oitava série.

Em janeiro de 1983 matriculado no ensino médio do colégio Objetivo, no período noturno, resolveu pedir emprego no Jornal Diário de Sorocaba. Após entrevista de emprego com o casal Vitor e Teresa de Luca, foi contratado e começou a atuar como repórter fotográfico naquele jornal. Um ano depois já assumia o cargo de repórter na redação. Aos dezoito anos de idade fez o curso de radialista profissional no Senac e presta o serviço militar no Tiro de Guerra onde se formou cabo da reserva.

Foi membro atuante do Rotaract Club de Sorocaba onde foi diretor de Protocolo. Chegou cursar um ano da Faculdade de Direito, mas sabendo da aptidão para o jornalismo desistiu da carreira jurídica e começou jornalismo na PUC de Campinas em 1988.

Para custear as despesas de uma nova realidade estudando e morando longe dos pais, começou a trabalhar logo que chegou à nova cidade na Rádio Brasil AM, emissora afiliada ao Sistema Globo de Rádio, onde atuou como repórter esportivo. Passou ainda pelo Jornal Correio Popular, correspondente da revista Veja e Rádio Educadora da Rede Bandeirantes. Chega ao final da faculdade em 1991 e pensa em voltar para Sorocaba, mas o destino profissional fez com que permanece mais um tempo em Campinas. Em dezembro daquele ano faz um teste e é contratado na TV SBT. Em oito meses passou de produtor para a reportagem e da reportagem para a edição. Acumulava ainda a função de assessor de imprensa da Universidade São Francisco, em Itatiba, e como professor de jornalismo na Faculdade de Pouso Alegre, em Minas Gerais. Em setembro de 1992 é promovido para chefe de reportagem da emissora acumulando a função de correspondente de rede.

Em 1995 começa a namorar a jovem estudante de pedagogia Maria Beatriz. Em seis meses o casamento acontecia na Igreja Santa Rita de Cássia, em Sorocaba.

Inesperadamente dois convites profissionais deixaram Fernando em uma encruzilhada. O jornalista Boris Casoy, que trabalhava no SBT, estava de mudança para a TV Record e fez um convite para que ele assumisse como jornalista responsável pelas reportagens da Rede. Enquanto pensava em ir morar em São Paulo recebeu do então reitor da Uniso, o professor Aldo Vanucchi, o convite para ser professor no curso de Jornalismo na recém criada Universidade de Sorocaba. Como se intitula caipira do interior assumiu o novo desafio de fazer uma carreira acadêmica. Em primeiro de agosto de 1996 é registrado na Uniso como professor e coordenador do Laboratório de Comunicação. Foi responsável pela implantação dos estúdios de foto, rádio e televisão no formato Broadcast sendo por muitos anos referência nacional segundo avaliação do MEC. Foi eleito em 1997 coordenador do curso de jornalismo.

Paralelamente às atividades como docente foi contratado como chefe do departamento de jornalismo da rádio CBN CLUBE. Entendendo que era importante ser referência aos alunos manter uma atuação profissional e acadêmica teve passagens ainda na rádio e TV Metropolitana, Nova Fm e Cruzeiro FM onde foi responsável pela implantação do Jornal da Cruzeiro, que até hoje está no ar.

Em 2001 assumiu como assessor de imprensa da Câmara Municipal de Sorocaba, a convite do saudoso vereador Carlinhos da Farmácia. Permaneceu até dezembro 2002 no mesmo cargo a convite do presidente do Legislativo Moacir Luis. Em 2004 voltou ao cargo de assessor de imprensa desta Casa de Leis a convite do então presidente Waldomiro de Freitas.

Em 2008 surge mais um desafio profissional: implantar o rádio jornal na Band Sorocaba, emissora onde permaneceu até 2012.

Atualmente é diretor de jornalismo da Cantate FM, apresentador do programa de rádio “Jornal Inclusão” na Cruzeiro FM, apresentador do programa de televisão “Uniso Comunidade” e “Memória Universitária” que vai ao ar na TV Câmara Sorocaba. Na Universidade de Sorocaba, além de professor titular de várias disciplinas, é ainda mestre de cerimônias dos eventos oficiais da instituição. É também membro da Associação Sorocabana de Imprensa, por onde passou por vários cargos na diretoria e chegou a presidente da entidade no mandato 2013-2014.

Com a esposa Maria Beatriz tem uma ação atuante na Igreja Católica participando das Equipes de Nossa Senhora, Encontro de Casais com Cristo e atua como festeiro e na pastoral da liturgia da Igreja São Paulo Apóstolo, no bairro Trujillo.

Perto de completar 20 anos como professor de comunicação na Uniso coleciona inúmeros colegas de profissão que foram seus alunos.

Grupo Coesão Poética é homenageado na Câmara de Sorocaba

Por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT), a Câmara Municipal de Sorocaba realizou, na noite da terça-feira (28), Sessão Solene em homenagem aos 11 anos de formação do Grupo Coesão Poética na cidade.

“Nascido em 2005, o Grupo Coesão Poética vem angariando admiradores por onde passa. Quer em eventos, confraternizações, lançamentos de livros, quer na mídia impressa e radiofônica, esse grupo se mantém firme em seu propósito maior: falar do coração, direto aos corações”, discursou o parlamentar.

“Grupo Coesão Poética está na história de Sorocaba, alegrando, enternecendo, desbravando sentimentos e corações”, finalizou Leite. O evento contou com a declamação de várias poesias, construídas ao longo da existência do grupo, em suas várias formações.

O vereador entregou voto de congratulações ao grupo, pela passagem dos seus 11 anos de existência, e um voto especial ao seu presidente, o poeta Gonçalves Viana, pelo lançamento do livro “Por uma deusa”.

Além de Carlos leite, compôs a Mesa Diretora dos trabalhos da Sessão Solene, o professor João Alvarenga (poeta, professor de língua portuguesa e de literatura, poeta, escritor e radialista), Sérgio Diniz Costa (escritor, revisor de livros e poeta), Andrade Jorge (poeta e escritor), Armando de Oliveira Lima (escritor, poeta e presidente do Instituto Darcy Ribeiro), e Gonçalves Viana (poeta e presidente do Coesão).

O momento cultural do evento ficou por conta do músico Eraldo Basso, que acompanhou o poeta Nicanor Pereira em um poema musicado, intitulado “A Poesia”.

SRM_7128Assista à íntegra da Sessão.

Parte 1:

Parte 2

Professor Xavier é homenageado com Título de Cidadão Sorocabano

O professor Carlos Eduardo Xavier foi homenageado com o Título de Cidadão Sorocabano em sessão solene realizada na noite de terça-feira, 21, no plenário da Câmara Municipal, pelos relevantes serviços prestados a Sorocaba. A iniciativa da homenagem é do vereador Carlos Leite (PT).

“Estou muito feliz, e muito agradecido a Deus, por poder estar fazendo essa homenagem. Xavier deu um grande testemunho como padre, e hoje dá como pai e como esposo. Xavier é um verdadeiro Filho de Deus, uma pessoa ungida. Hoje estou exercendo meu mandato graças ao apoio e incentivo de Carlos Eduardo Xavier”, comentou, emocionado, o vereador Carlos Leite.

SRM_6202 SRM_6309 SRM_6326

“Sou paroquiano da Igreja Santo Antônio. Em 1996, um grupo juntamente com o hoje padre Kojak, indicou meu nome para representar aquela região (da Árvore Grande) como candidato a vereador”, relembra Leite. Na época, Xavier era o pároco da igreja e esteve junto com o grupo de incentivo à candidatura de Leite.

“Receber a gratidão de uma cidade nos faz explodir de alegria. É uma noite maravilhosa para nós. Na Bíblia está escrito que quem encontrou um amigo, encontrou um tesouro. E nós encontramos um tesouro na pessoa do Xavier. É uma coisa maravilhosa a gente poder ter amigos assim, que nos faz crescer. Se hoje eu sou um padre da nossa igreja da Arquidiocese, tem também a ajuda do Xavier. Aprendi muito no tempo em que esteve com a gente, coordenando e nos orientando. Que Deus abençoe muito essa homenagem maravilhosa que você, Xavier, está recebendo, e por nos ter mostrado sempre o caminho do bem”, discursou o padre Arari dos Santos Amorim, o Padre Kojak, durante a solenidade.

Parentes e amigos e alunos do homenageado também estiveram presentes na solenidade, que contou com apresentação musical da cantora Regina acompanhada do tecladista César.

Carlos Eduardo Xavier é paulista de Bauru, onde nasceu em 1967. Ingressou na vida religiosa franciscana e fez estudos de filosofia e teologia, sendo ordenado sacerdote franciscano em Bauru, em 1992. Em seguida, veio para Sorocaba, assumindo como pároco a Igreja de Santo Antônio, do Bairro Árvore Grande, em 1993.

Em 1998, deixou a vida sacerdotal, casou-se e constituiu família, sendo pai de duas filhas. No mesmo ano, formou-se em Programação Neurolinguística (PNL) e, desde então, atua na área e em psicologia analítica. Lecionou em colégios da cidade e atualmente é docente da Universidade de Sorocaba (Uniso).

Assista abaixo a sessão completa!

Dirigente sindical é homenageada com o Título de Cidadã Sorocabana

A homenagem à presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Refeições de Sorocaba e Região, Teresinha de Jesus Baldino, foi uma iniciativa do vereador Carlos Leite (PT)

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Refeições de Sorocaba e Região (Sindirefeições), Teresinha de Jesus Baldino, foi homenageada com o Título de Cidadã Sorocabana pela Câmara Municipal, em sessão solene realizada na noite de terça-feira, 10. A iniciativa da homenagem foi do vereador Carlos Leite (PT), que presidiu a mesa de honra da solenidade, também composta pelo vereador Izídio de Brito (PT) e pelos dirigentes sindicais Luciana Altino, gerente administrativa do Sindirefeições de Sorocaba, e Liduíno Viana, diretor financeiro do Sindirefeições do ABC Paulista. O evento contou com apresentações dos músicos Murique e Gabriel (voz e violão).

26951031175_6812268292_o

Teresinha de Jesus Baldino é paranaense de Cambará, onde nasceu em 1960. Veio com a família para Sorocaba há 39 anos, residindo durante três décadas na Vila Santana e, posteriormente, passando a morar no Parque Manchester. Trabalhou nas empresas Cianê, GRSA e Puras do Brasil (atual Sodexo do Brasil).

Cozinheira profissional, tornou-se dirigente sindical há mais de 23 anos. Em 2009 foi eleita presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Refeições de Sorocaba e Região (Sindirefeições), cargo que ocupa até hoje. Também se dedica a atividades filantrópicas, auxiliando entidades como Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil).

Veja íntegra da Sessão Solene:

DISCURSO PARA ENTREGA DOS TÍTULOS DE CIDADÃS SOROCABANAS ÀS SENHORAS DRª REGINA MARIA CARAMURU MORENO E DRª DRA. CARLA MARGARETH SCHMIDT

Assista à Sessão Solene completa:

Discurso do vereador Carlos Leite para a Sessão Solene de TCS.

Cumprimenta os presentes.

Esta noite é muito especial para nosso mandato popular e participativo, quando temos o imenso prazer de entregar à doutora Regina Maria Caramuru Moreno e à doutora Carla Margareth Schmidt títulos de Cidadãs Sorocabanas.

O Título de Cidadania, que hoje nossas homenageadas recebem, é a mais alta honraria que a cidade de Sorocaba pode conferir a alguém que não nasceu em seu solo, mas que contribuiu significativamente, em alguma atividade ou setor, para o desenvolvimento da cidade, quer no âmbito social, cultural, educacional, técnico, científico, dentre outros.

E a Doutora Carla e a Doutora Regina são ícones de contribuição para a cidade, no setor da saúde e do trânsito. Read more »

Câmara entrega Título de Cidadão Emérito ao Padre Kojak

Por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT), a Câmara Municipal de Sorocaba realizará, na segunda-feira (18) a entrega de título de cidadão emérito ao Padre Arari  dos Santos Amorim, popularmente conhecido como Kojak.

2 - IMG_0564

O título de cidadão emérito é uma das mais altas honrarias concedidas pelo legislativo a uma pessoa que tenha nascido na cidade, e despontado como liderança por ações nos mais diversos âmbitos, como social, cultural, religioso, empresarial, dentre outros.

“É uma alegria imensa, uma verdadeira honra, entregar o título de cidadão emérito ao nosso querido Padre Arari dos Santos, conhecido como Kojak. Ele é uma personalidade de grande representatividade local, por sua ação no campo social e da fé”, diz o vereador Carlos Leite, autor da proposta.

A sessão solene de entrega do título de cidadão emérito acontecerá na Câmara Municipal de Sorocaba, às 19 horas, com transmissão pela TV Câmara canal 6 da Net ou canal 61.3 em sinal aberto.

Câmara entrega comenda de Direitos Humanos a Aldo Vannucchi

Honraria criada esse ano por iniciativa do vereador Carlos Leite é concedida a cidadãos que se destacam na defesa dos direitos humanos, da liberdade e da democracia.

A Câmara Municipal de Sorocaba realizou a entrega da comenda “Alexandre Vannucchi Leme” de Direitos Humanos e Defesa da Liberdade e da Democracia ao professor Aldo Vannucchi, em reconhecimento ao corajoso trabalho que ele desempenhou durante os anos mais duros da ditadura militar no país, e a militância pela democracia e pelos diretos humanos que ele vem desenvolvendo ao longo dos anos.

SRM_1727

A iniciativa é do vereador Carlos Leite, que escolheu a data por ser o Dia Internacional dos Diretos Humanos. Nesse mesmo dia, foi entreguem, em Brasília, o relatório da Comissão Nacional da Verdade à Presidente Dilma Rousseff, que recebeu o relatório da Comissão Municipal da Verdade, onde constam depoimentos e o caso de tortura e morte de Alexandre Vannucchi. Read more »

« Older Entries