Tag Archives: Homenagens

Câmara celebra Dia do Agricultor Familiar, nesta quinta (25)

No dia 30, Comissão de Agricultura promoverá audiência pública em Brigadeiro Tobias para debater as Diretrizes da Política Municipal Agrícola (projeto de lei nº 288/2015)

A Câmara Municipal de Sorocaba, por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT) realiza, nesta quinta-feira (25), Sessão Solene em comemoração ao Dia Municipal do Agricultor Familiar, com início às 19:30 hs. Na ocasião, serão homenageadas pessoas ligadas à agricultura familiar, em especial pessoas que há décadas já atuam no meio.

Para o vereador Carlos Leite, se trata de um evento importante, pois é o reconhecimento do trabalho desempenhado pelo homem do campo. “Todos nós precisamos do agricultor três vezes ao dia, no mínimo: no café da manhã, no almoço e na janta, porque é ele quem produz a comida que está em nossas mesas. Dessa forma, precisamos reconhecer publicamente o extraordinário trabalho desenvolvido pelo homem e pela mulher do campo em Sorocaba”, diz o parlamentar.

dia

O Dia Municipal do Agricultor Familiar e a Semana Municipal da Agricultura Familiar foram instituídas em Sorocaba por meio da lei número 10.821/2014, por iniciativa de Carlos Leite. O parlamentar é Presidente da Comissão Permanente de Agricultura e Abastecimento da Câmara, cargo que ocupa pela segunda vez, analisando propostas que envolvem o setor e propondo políticas públicas de fomento à atividade agrícola.

Audiência debate setor – Está marcado para o próximo dia 30, audiência pública para debater o projeto de lei número 288/2015, de autoria do Executivo Municipal, que institui a “Política Municipal Agrícola” na cidade. O local do evento será o salão da Igreja Católica que fica na Rua Padre Paiva, nº 121, em Brigadeiro Tobias.

Será a terceira audiência, que busca ouvir todos os envolvidos no setor antes de apreciar o projeto na Câmara de Vereadores. As audiências públicas são promovidas pela Comissão Permanente de Agricultura e Abastecimento do Legislativo, presidida por Carlos Leite.

A primeira audiência pública para debater o projeto foi realizada na Câmara Municipal, no dia 28 de abril deste ano, com presença maciça de agricultores, técnicos da área, do Sindicato Rural e várias cooperativas.

A segunda audiência foi realizada no bairro do Caguaçú, importante polo agrícola do município, contando também com a presença de agricultores, técnicos, Sindicato Rural, cooperativas, e demais interessados. O evento foi realizado no dia 22 de junho, na Escola Estadual Professor Dirceu Ferreira da Silva.

“Debater o projeto de lei nº 288/2015 com a comunidade agrícola é essencial. Pela informação que temos. E ir aos bairros, onde as pessoas estão, é uma medida necessária para garantir a participação da maior parte possível dos interessados no assunto”, disse o vereador Carlos Leite.

ap

Campanha da Fraternidade será apresentada amanhã na Câmara de Vereadores

O Arcebispo Dom Eduardo, a Drª. Emanuela Barros e o Padre Wagner Lopes Ruivo serão palestrantes

A Câmara de Vereadores de Sorocaba, por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT), realizará amanhã (11), a partir das 19:30 horas, uma Sessão Solene para apresentar o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, que é “Fraternidade e Tráfico Humano”.

Esta Campanha da Fraternidade, segundo a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), vai fazer apelos de conversão pessoal, comunitária e social. “Fraternidade e Tráfico Humano” é o tema e a Carta de São Paulo aos Gálatas, e sugere o lema: “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1).

Serão palestrantes da noite o Arcebispo Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, a Drª. Emanuela Barros (OAB) e o Padre Wagner Lopes Ruivo.

10154993_490443561057543_6486940240318904996_n

Discurso de entrega dos Títulos de Cidadãos Eméritos para os Deputados Hamilton Pereira e Iara Bernardi

DISCURSO

DE ENTREGA DO TÍTULO DE CIDADÃOS EMÉRITOS AOS DEPUTADOS IARA BERNARDI E HAMILTON PEREIRA

************************************

ABRE AGRADECENDO A PRESENÇA DE TODOS NESSA CERIMÔNIA.

************************************

Amigas e amigos, companheiros e companheiras que estão aqui nesta cerimônia e aqueles que nos acompanham pela TV.

 

Hoje homenageamos os nobres deputados Iara Bernardi (Deputada Federal) e Hamilton Pereira (Deputado Estadual), pessoas cuja vida e obra inspiram todos aqueles que sonham com um Brasil justo, livre…………………. e verdadeiramente democrático.

 

Logo de início, peço desculpas aos homenageados pela brevidade de meu discurso, mas a ocasião assim exige. Ainda que dispuséssemos de horas, não conseguiríamos dar conta sequer de uma parte pequena das enormes batalhas que ambos travaram e continuam travando em nossa sociedade.

 

Iara e Hamilton são exemplos de cidadãos que jamais se furtaram à luta! Em incontáveis momentos, enfrentaram de peito aberto todas as disputas onde a liberdade, a igualdade social e a justiça encontravam-se ameaçadas.

 

O reconhecimento desse imenso trabalho são as diversas reeleições que ambos registram em seus históricos, sempre devotando amizade e respeito aos companheiros e companheiras, em jornadas marcadas pela humildade com que se dedicam ao trabalho do dia a dia.

 

Em linguagem da política clássica, o sufrágio é o meio pelo qual o povo designa as pessoas que devem governar em nome dele, como seus representantes. É a organização da confiança do eleitorado nos indivíduos eleitos. É a opinião pública manifestada democraticamente.

 

Essa opinião pública não é o impulso passageiro das multidões, reunidas por acontecimentos extraordinários e excitadas por oradores apaixonados, mas sim a consciência da nação, a sua vontade.

 

Os grandes erros políticos foram sempre cometidos por homens que ludibriaram ou esmagaram a opinião pública. Nos momentos mais difíceis e sobre os mais graves problemas, a decisão da opinião pública é geralmente acertada, generosa……………………………………. e justa!

 

Caros companheiros Hamilton e Iara. Vocês dois tiveram atuações exemplares em um período escuro de nossa história. Um grande erro político tomou conta do Brasil, e tratou de esmagar todos aqueles que se opunham a ele: a Ditadura Militar.

 

O período foi terrível e as lutas intensas. Tratava-se de defender a democracia e, ao mesmo tempo, a própria vida. Muitos companheiros e companheiras tombaram. Outros conseguiram continuar suas lutas, a despeito de todas as adversidades.

 

No meio dessa escuridão, Iara se engajou no movimento pela Anistia Política. No ano em que se elegeu vereadora em Sorocaba, pelo Partido dos Trabalhadores, sendo sua fundadora na cidade e filiada número 1, Hamilton também se filiava ao PT, e iniciava sua grande trajetória político-partidária.

 

O ano era 1982, e ambos vinham de brilhantes atuações no meio sindical. Iara como uma das grandes lideranças da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), defendendo a educação e a luta dos professores.

 

Hamilton vinha do seio Metalúrgico, uma voz forte dentro de um sindicato que se renovava e tornava-se verdadeiramente atuante, renascendo como um dos grandes referenciais de defesa dos direitos dos trabalhadores no interior de São Paulo.

 

Não tenho dúvidas de que o ingresso de Iara e Hamilton na vida pública encontra suas bases na vida familiar, na formação humanista que ambos receberam de seus pais e de seus avós. Sabiam que um mundo diferente daquele em que viviam exigia ações práticas e corajosas, para que as futuras gerações crescessem em uma sociedade mais justa e mais humana.

 

Neta de imigrantes italianos, Iara aprendeu cedo o valor da caridade e do amor ao próximo. Sua mãe, Dona Lina, e seu pai, Senhor Antônio, dividiam o trabalho duro do dia a dia com ações comunitárias e de ajuda ao próximo. A via escolhida por Iara para aplicar esses ensinamentos foi a da política, conseguindo grandes conquistas. Nesse caminho, ela encontrou um companheiro de ideologia e de coragem, o médico Doutor Antônio Sérgio Ismael, com quem está casada há 24 anos.

 

O companheiro Hamilton, casado com Virgínia e pai de cinco filhos, começou sua vida profissional no meio operário, assim como seus pais. Vendo as mazelas nas quais estavam mergulhados seus companheiros de labuta, e conhecendo desde criança as opressões das quais eram vítimas os trabalhadores, ingressou no meio sindical e, posteriormente, no meio político-partidário. O amor que a família sempre lhe devotou, renova diariamente seu ânimo pela luta por uma sociedade mais justa.

 

No período da redemocratização, Iara e Hamilton tiveram de enfrentar forças reacionárias e até inimigas daquele processo que florescia em nosso país.

 

Ainda hoje, essas forças espreitam a sociedade brasileira, causam entraves e fazem perdurar toda sorte de atrasos no que diz respeito ao desenvolvimento de uma consciência crítica e cidadã.

 

Posso dizer que se essas forças encontram homens e mulheres dispostos a engrossar suas fileiras, elas também encontram grandes opositores, homens e mulheres dispostos a se sacrificar pessoalmente pela defesa de tudo aquilo que torna o homem e a mulher dignos do título de “Seres Humanos”.

 

Você, Iara, você, Hamilton, são verdadeiros baluartes da nossa cidadania, pessoas que fazem frente às forças retrógradas que penalizam nosso povo. Vocês representam aquela parcela de pessoas dotadas de capacidade mobilizadora e, na medida em que trabalham pela sociedade, a tornam mais justa e humana.

 

Ao lado dos direitos individuais, a democracia deve também assegurar os direitos sociais: não somente deve defender o direito do homem à vida e à liberdade, mas também à saúde, à educação, ao trabalho. Democracia verdadeira é aquela que garante a dignidade do cidadão.

 

Saltam aos olhos as inúmeras intervenções legislativas de Iara e Hamilton, com profundos impactos em nossa sociedade. Falo brevemente de algumas:

 

Iara foi autora das Leis do Assédio Sexual; do Atendimento às Vítimas de Violência Sexual; da chamada Mulher Honesta; da tipificação da Violência Doméstica no Código Penal; e, mais recentemente, do Projeto de Resolução que instituiu o Prêmio Nelson Mandela. Foi relatora do FUNDEB, membro da Comissão Especial que discutiu a Lei Maria da Penha e a responsável pela vinda da UFSCar para Sorocaba e dos Institutos Federais para região, além de muitas outras ações em defesa dos direitos humanos, das mulheres e da educação.

 

Hamilton atuou no combate ao trabalho escravo e infantil e pela qualificação da mão-de-obra; é o grande idealizador da criação da Região Metropolitana de Sorocaba; autor do projeto que criou o Programa de Combate à Violência nas Escolas, hoje denominado Escola da Família; e do que instituiu o Programa de Atendimento Integral aos Portadores de Parkinson. Mais recentemente, por iniciativa de Hamilton, foi criada a Política Estadual de Busca a Pessoas Desaparecidas.

 

Hamilton Pereira já foi considerado o deputado estadual mais atuante do estado de São Paulo, pela entidade Voto Consciente. Em 2002, ele foi o deputado estadual mais votado do PT no Brasil.

 

Nesta noite, entregamos as placas de homenagem a essas duas personalidades da cena nacional que representam um projeto: o projeto de dar ao homem e à mulher o que é seu de direito, mas que sempre lhes foi negado: a dignidade e o verdadeiro orgulho de serem brasileiros.

 

A generosidade, o caráter íntegro e reto marcam cada passo desses companheiros, cujas atuações políticas já se encontram cravadas na memória social do povo sorocabano, paulista e brasileiro.

 

 

 

 

Quero finalizar, pedindo a Deus, sabendo da crença de cada um, que ilumine, dê coragem e saúde para continuarmos lutando pelo bem comum e direito de todos na justiça e na paz.

 

Parabéns.

 

 

 

 

 

 

************************************

FIM DO DISCURSO

************************************

VEREADOR CHAMA IARA PARA RECEBER PLACA E FAZER FOTOS; IARA TOMA A PALAVRA E PROFERE DISCURSO.

VEREADOR CHAMA HAMILTON PARA RECEBER A PLACA E FAZER FOTOS; HAMILTON TOMA A PALAVRA E PROFERE DISCURSO.