Sessão celebra dia do doador de medula óssea

A Câmara Municipal de Sorocaba realizou, na noite de segunda-feira (06), uma Sessão solene em homenagem ao Dia Municipal do Doador de Medula Óssea, instituído pela lei municipal nº 10.657/2013, que também instituiu a campanha permanente para doação de medula óssea. Tanto a lei quanto a Sessão, foram iniciativas do vereador Carlos Leite (PT), que presidiu os trabalhos.

O transplante de medula óssea (órgão que produz as células sanguíneas) consiste na substituição da medula doente por células mãe do sangue sadias de um doador compatível. “Foi com grande alegria que implantamos em Sorocaba a campanha permanente para doação de medula óssea e a comemoração do Dia Municipal do Doador de Medula Óssea, pois a doação é um ato de amor pelo próximo, e que pode salvar uma vida”, Carlos Leite.

Durante a sessão, foram homenageados doadores de medula óssea e a instituição Asa Morena, que trabalha na região com a conscientização e amparo àqueles que podem doar medula ou que necessitam do transplante. O secretário de Esportes, Moko Yabiku, também foi homenageado.

O transplante de medula óssea é indicado para pacientes com leucemia, linfomas, anemias graves, imunodeficiências e outras 70 doenças relacionadas ao sistema sanguíneo e imunológico. As leucemias agudas são as principais causas de transplantes no Brasil e no mundo.

Em 15 de agosto deste ano, o Ministério da Saúde divulgou que pretende dobrar a capacidade de transplante de medula óssea no Brasil, sobretudo o alogênico – quando doador e receptor são pessoas diferentes. A meta foi anunciada pelo coordenador-geral do Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde, Heder Murari Borba, no décimo oitavo Congresso da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea, realizado em Belo Horizonte.

Segundo Borba, o esforço do país, nos últimos dez anos, foi o de constituir o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) – que é hoje um dos maiores do mundo, com 3,4 milhões de registros. O Redome cria mapas genéticos de doadores voluntários, quando não há doador na família.

SRM_0311 SRM_0030 SRM_0031 SRM_0032 SRM_0034 SRM_0035 SRM_0036 SRM_0037 SRM_0038 SRM_0039 SRM_0040 SRM_0042 SRM_0043 SRM_0044 SRM_0045 SRM_0046 SRM_0047 SRM_0048 SRM_0049 SRM_0052 SRM_0054 SRM_0062 SRM_0063 SRM_0066 SRM_0071 SRM_0072 SRM_0073 SRM_0076 SRM_0078 SRM_0080 SRM_0084 SRM_0086 SRM_0089 SRM_0090 SRM_0092 SRM_0093 SRM_0094 SRM_0095 SRM_0098 SRM_0099 SRM_0100 SRM_0101 SRM_0102 SRM_0103 SRM_0104 SRM_0105 SRM_0106 SRM_0108 SRM_0109 SRM_0111 SRM_0113 SRM_0115 SRM_0116 SRM_0118 SRM_0119 SRM_0129 SRM_0134 SRM_0141 SRM_0144 SRM_0145 SRM_0150 SRM_0155 SRM_0161 SRM_0165 SRM_0166 SRM_0168 SRM_0172 SRM_0180 SRM_0185 SRM_0187 SRM_0197 SRM_0205 SRM_0209 SRM_0210 SRM_0212 SRM_0213 SRM_0215 SRM_0218 SRM_0220 SRM_0222 SRM_0223 SRM_0226 SRM_0227 SRM_0229 SRM_0232 SRM_0233 SRM_0234 SRM_0236 SRM_0238 SRM_0239 SRM_0240 SRM_0242 SRM_0245 SRM_0246 SRM_0250 SRM_0253 SRM_0258 SRM_0263 SRM_0266 SRM_0269 SRM_0271 SRM_0281 SRM_0282 SRM_0288 SRM_0289 SRM_0292 SRM_0294 SRM_0296 SRM_0297 SRM_0298 SRM_0305 SRM_0307 SRM_0309

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *